instituto de pesquisa e estudos do
feminino e das existências múltiplas

contato@ipefem.org.br

+55 (11) 91550-1122

instituto de pesquisa e estudos do
feminino e das existências múltiplas

contato@ipefem.org.br

+55 (11) 96403-0065

Até festa de fim de ano é lugar de dar resultado?

imagem_2022-06-13_170505966

Hoje recebi um email que me chamou MUITO a atenção.

O título era mais ou menos assim: “[…] Construa resultados com sua festa de final de ano!”

Fiquei intrigada.

É claro que, racionalmente, o texto no corpo do email faz sentido e, como RH-raiz que sou, o dedinho chega coça pra entrar na onda. Mas também sou um pouco macaca-velha e, justamente por ter decidido transicionar minha carreira é que fico muito mais atenta a esse tipo de coisa.

Vejo muita gente falar em resultado. Vejo, inclusive, algumas pessoas afirmarem que, sem sacrifício, não há verdadeira transformação, no melhor estilo judaico-cristão dos últimos séculos.

No entanto, se começo a refletir sobre o que é preciso acontecer para termos resultado EM QUALQUER COISA (whatever it means), em termos científicos ou não, chego a alguns pontos:

  1. Precisamos ter uma mente em dia. Isso significa, também, DESCANSO;
  2. É bom que tenhamos uma boa dose de CRIATIVIDADE. Isso significa, também, RELAXAMENTO;
  3. Importante que nosso corpo esteja saudável. Isso significa, também, SERENIDADE & TRANQUILIDADE;
  4. Auto-confiança é fundamental. Isso significa, também, LAÇOS AFETIVOS GENUÍNOS.

Agora, pensa comigo: como conseguimos isso se, o tempo inteiro, estamos, justamente, preocupados exatamente com…. DAR RESULTADO?

Resultado é consequência, e não uma finalidade em si (em minha ótica).

É aquela coisa que, quanto mais perseguimos, menos sentimos que alcançamos – ou porque ele se transmuta e cresce, ou porque ele fica irreconhecível em algum momento.

Uma festa de fim de ano deveria ser só isso: vamos todos, aqui, relaxar um pouco, esvaziar nossas cabeças, ser amigos se possível e comemorar o que foi conquistado esse ano. Vamos olhar para os resultados, bons e/ou ruins e vamos celebrá-los, porque tudo, absolutamente TUDO é importante para que avancemos como equipe e como indivíduos.

Festa é festa, gente.

Por favor, não queiram capitalizar até isso. As pessoas adoecem, ainda mais.

Boa semana!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Dinheiro pra quê?

Pra pagar boleto, óbvio. Pra comprar comida. Pra sustentar criança, ajudar a família, ter um carro e um teto. Pra viver.  E pra comprar aquela blusinha que eu não preciso, só porque a influencer do Instagram..

Não contrate feministas

Elas são péssimas. Sabem pensar, argumentar, estudam bastante e procuram, o tempo inteiro, uma solução que inclua todo mundo, mas, principalmente, as mães que estão sozinhas pra criar os filhos, muitas delas, pretas; os..